quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

New Kids on The Block


Li hoje no Diário de Notícias que os New Kids on the Block estavam de regresso. Depois dos Take That e das Spice Girls, parece que, de repente, o que está na moda é a feira da velharia. Receita fácil para se fazer dinheiro. Aliás, se os Rolling Stones andam a fazer de conta que são uma banda no activo há 40 anos, porque é que os New Kids on The Block não hão-de regressar como se fossem os Beatles?
Tem a sua lógica: editam mais uns Best Of ou os Greatest Hits, fazem uma digressão mundial milionária, aparecem em mais algumas revistas, chateiam-se, vão parar a uma clínica de reabilitação e desaparecem para sempre.
É isso que acontece. E são vários os casos: os Blondie reapareceram em finais dos anos 90, gravaram um disco e mais nada. Os INXS e os Queen tentaram sobreviver à morte dos seus respectivos vocalistas, mas não é a mesma coisa. O mesmo vai suceder com os Police, Led Zapplin, Take That e as Spice Girls. Ninguém quer ver velharia em palco. O síndrome do "ó tempo volta para trás" só é bom enquanto os músicos conseguirem manter-se de pé em palco sem recurso a drogas…
Em finais dos anos 80, confesso que era fã dos New Kids on The Block…comprava todas as revistas Bravo (ainda em alemão) e ainda que não percebesse nada do que lá estava escrito guardava todos os posters do Danny, o meu “New Kid” favorito, o mais musculoso e sem nada na cabeça. O Joey era o mais fofinho. Os irmãos Jonathan e Jordan também eram giros. O mais horroroso e mal comportado era o Donnie. Sabia as letras e as coreografias das músicas, entre as quais, o “Step by step”…para quem quiser recordar o vídeo…

http://www.youtube.com/watch?v=oqWgSKgIDR4

No entanto, não me apetece voltar a ver os “New Kids” velhos e gordos a dançarem o “Step by Step” com a ajuda de canadianas…
Prefiro guardar na memória exactamente com eles eram. Porque é que inventaram a longevidade? Como diz a minha mãe: “Mais valia Deus Nosso Senhor levá-los!”.

10 comentários:

Carlos disse...

Além de fazeres um post com os "Oleosos" dos NKOTB ainda cometes a heresia suprema de escrever mal o nome dos Senhores Led ZEPPELIN ...

Perdoem-lhe Robert e Jimmy... ela pagou para ver o Tony Carreira aqui há uns anos...


Quanto a Nosso Senhor os levar, convenhamos que viria uns 18 anos tarde demais... Digo eu, não sei...

Poderosa Afrodite disse...

Robert Plant? Não é aquele que canta "Addicted to love"?
Não digas mal do Tony, tá?
Não é qualquer um que enche três vezes o Pavilhão Atlântico...Toma lá, Robert e Jime!

Carlos disse...

Sim... Ainda falta ver o Tony Camionettes a encher Wembley ou Knebworth ou mesmo o Maddison Square Garden.

Além de que as tournées dos Zeppelin passavam por Tóquio, Nova York, Londres... As do Tone passam por locais fantásticos como Gondomar, Musgueira, Redondo, Cruz Quebrada, Sampaio de Oleiros e por aí fora. É de facto de fazer inveja a qualquer Banda mítica do Rock.


Ah... E quem cantava o Addicted to Love era o Robert Palmer.

Poderosa Afrodite disse...

Palmer...Plant...é Robert, não é?
É rock, não é?
Quanto ao Tony esqueceste-te desse grande acontecimento que foi o concerto dele nas Festas do Mártir S. Sebastião!!!
O palco dele era o triplo do da Ágata!!
Palcos assim...só os U2!!!
Tony! Tony!!
Led Zepplin...gosto da "Stairway to heaven"...eu tb sou fixe, tá?

Carlos disse...

Stairway to Heaven é a música que qualquer parolo conhece... Se me dissesses que gostavas do Whole lotta love, No quarter ou até do Kashmir ainda era capaz de voltar a sentar-me na mesma mesa que tu...


Agora vais ter de ficar do lado contrário do refeitório junto dos marrões de Informática... Deste lado é só pessoal Cool :P



Já agora, chamar rock ao Addicted to Love é o mesmo que dizer que o teu Tone Autocarro canta musica erudita...

Poderosa Afrodite disse...

Addicted to love não é rock?
Tás doido...daqui a um bocado vens dizer que os Rolling Stones são música alternativa!!!
Deixa lá...eu tb só conheço a Stairway to heaven pq foi a única música de jeito que eles fizeram!!eh!eh!
Tony, quero um filho teu!!! (pode ser o mikael)

Carlos disse...

O "Addicted to Love" está para o rock como os chocolates espanhóis estão para o chocolate suiço: São meros sucedâneos.


Quanto aos Stones não me pronuncio porque nunca gostei deles.

Poderosa Afrodite disse...

Há muito chocolate espanhol que tu comes por suiço!!!

Carlos disse...

Eu nem gosto de chocolate...

Poderosa Afrodite disse...

Ai não, que não gostas!!